top of page

Resultados da busca

28 itens encontrados para ""

Posts do blog (12)

  • Médico se inspira em modelo espanhol e faz SC ser líder em doação de órgãos

    O médico intensivista, Dr. Joel de Andrade, foi o vencedor do eixo Saúde no Prêmio Espírito Público 2022, conferido pelo excelente trabalho realizado à frente da Central Estadual de Transplantes de Santa Catarina. Em 2005, quando Dr. Joel aceitou o convite para coordenar a Central, o sistema de doação de órgãos do estado tinha um baixo desempenho e a maior parte dos pacientes que necessitavam de transplante precisavam ser transferidos para outras regiões do país. Para mudar essa situação, Dr. Joel investiu na adaptação do modelo espanhol – líder mundial em transplantes – para a realidade do estado. “A humanização dos cuidados intensivos, tal qual defendida pela AMIB, é um processo fundamental para que possa melhorar a doação de órgãos dentro das unidades hospitalares, sejam elas públicas ou privadas”, explica Dr. Joel. Em seis meses o número de transplantes no estado dobrou e, em pouco tempo, Santa Catarina assumiu a liderança nacional, chegando a superar índices da nação ibérica. “Quando os objetivos dos profissionais de saúde, que se relacionam com as famílias, os potenciais doadores, estão centrados em ajudar e com elas estabelecer uma relação empática, as chances de doação aumentam substancialmente”, complementa. “Esse reconhecimento reflete a formação acadêmica e a larga experiência na saúde pública do Dr. Joel. Os muitos anos de trabalho dedicados à medicina intensiva certamente contribuíram para seu caráter humanitário e sensibilidade, únicos e fundamentais para lidar com a doação de órgãos. Essa expertise é compartilhada com os colegas intensivistas ao ser um dos precursores do Curso de Humanização em Cuidados Intensivos da AMIB, em parceria com o projeto HUCI da Espanha, participar do Comitê de Transplante e Doação de Órgãos e coordenar o Curso para Determinação de Morte Encefálica da AMIB”, afirma Dr. Marcelo Maia, presidente da AMIB na gestão 2022-2023. A premiação e o trabalho conduzido pelo Dr. Joel foram temas de uma matéria especial da Folha de São Paulo, publicada nesta semana. Confira no link abaixo. https://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/2023/01/medico-se-inspira-em-modelo-espanhol-e-faz-sc-ser-lider-em-doacao-de-orgaos.shtml#:~:text=No%20Brasil%2C%20Santa%20Catarina%20virou,%2C%20ocupou%20a%20vice%2Dlideran%C3%A7a

  • Membro da Diretoria da SOCATI recebe Prêmio "Espírito Público" no Rio de Janeiro

    Prêmio Espírito Público reconhece iniciativas que melhoram serviços oferecidos para a população Esta foi a 5ª edição do prêmio, que celebra projetos e pessoas que contribuem para a construção de um país com mais oportunidades e acesso a direitos. Profissionais que se dedicam a construir um serviço público de excelência no Brasil foram reconhecidos na 5ª edição do Prêmio Espírito Público, que aconteceu na quarta-feira (30), no Rio de Janeiro. A iniciativa celebra projetos e pessoas que contribuem para a construção de um país com mais oportunidades e acesso a direitos. “Essa sala hoje é a síntese do que existe de melhor no Brasil. São 27 pessoas trabalhando para tornar o Brasil um país mais justo e mais igualitário através de suas áreas de atuação. Quando a gente olha para o futuro, não há outro caminho para um Brasil mais justo e mais civilizado que não passe pelo serviço público”, afirmou Helena Wajnman, diretora-executiva da República.org. Entre os destaques está o médico Joel de Andrade, que expandiu o programa de transplante de órgãos de Santa Catarina e ajudou a salvar vidas. “Treinados em comunicação, os profissionais de saúde conseguem acolher, apoiar as famílias, criar com elas vínculo, empatia e, desse modo, ajudá-las numa decisão tão difícil que é doar os órgãos de alguém no momento de maior dor”, afirmou Joel. Médico Joel de Andrade expandiu o programa de transplante de órgãos de Santa Catarina e ajudou a salvar vidas — Foto: Reprodução/ TV Globo Fonte: Chico Regueira, Bom Dia Brasil, 01/12/2022 Veja a notícia completa em: https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2022/12/01/premio-espirito-publico-reconhece-iniciativas-que-melhoram-servicos-oferecidos-para-a-populacao.ghtml

  • SOCATI recebe homenagem "Força Catarinense na Pandemia" no dia do Médico

    No dia 14 de outubro, a ACM – Associação Catarinense de Medicina (ACM) realizou jantar do Dia do Médico 2022 com uma homenagem especial a cerca de 40 instituições e pessoas que se uniram à entidade médica nos mais de dois anos de enfrentamento da pandemia em todo o estado. As personalidades receberam uma placa enaltecendo a “Força Catarinense na Pandemia”, em diversas ações que salvaram incontáveis vidas. O evento aconteceu na sede da ACM, em Florianópolis e teve a Sociedade Catarinense de Terapia Intensiva - SOCATI como uma das homenageadas. O troféu a "Força Catarinense na Pandemia" foi entregue para a presidente da Sociedade Dra. Lara Kretzer pelas mãos do Dr. Juliano Pereima de Oliviera Pinto, Diretor Social da ACM. O troféu é também um agradecimento a todos os médicos intensivistas que durante a pandemia estavam na linha de frente do tratamento dos pacientes. Na foto: Dr. Juliano Pereima de Oliveira Pinto - Diretor Social da ACM, Dra Lara Kretzer - presidente da SOCATI, Dr. André Sobierajski dos Santos - Vice-presidente da ACM e Dr. Ademar José de Oliveira Paes Junior - Presidente da ACM

Ver todos

Outras páginas (16)

  • SOCATI - Sociedade Catarinense de Terapia Intensiva

    Associe-se Filie-se a AMIB Associe-se Filie-se a AMIB 1/1 Área do Associado Notícias Médico se inspira em modelo espanhol e faz SC ser líder em doação de órgãos 13 de jan. Membro da Diretoria da SOCATI recebe Prêmio "Espírito Público" no Rio de Janeiro 1 de dez. de 2022 SOCATI recebe homenagem "Força Catarinense na Pandemia" no dia do Médico 3 de nov. de 2022 AMIB - Inscrições abertas: Exame para obtenção do título em Medicina Intensiva Pediátrica 2022 17 de mai. de 2022 1 2 3 Eventos XXVII CONGRESSO BRASILEIRO DE MEDICINA INTENSIVA Data: 10 a 12 de novembro de 2022 Local: Brasília - DF Site: https://www.amib.org.br/cbmi2022/ PERIÓDICOS INTERNACIONAIS Acesso aos principais periódicos internacionais da medicina intensiva, exclusivos para associados. Saiba mais . ​ TOP CINCO DA AMIB Recomendações Choosing Wisely Brasil da Associação de Medicina Intensiva Brasileira. ​ Choosing Wisely é uma campanha promovida pela ABIM Foundation a partir de pesquisa publicada por pesquisadores da Harvard Medical School e do Beth Israel Deaconess ... Saiba mais . Campanha Orgulho de Ser Intensivista A Campanha Orgulho de Ser Intensivista, iniciativa da Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB), teve sua primeira edição em 2009 e, a cada ano, escolhe um tema diferente e de relevante importância para o intensivista, com o intuito de valorizar e qualificar esses profissionais que atuam nas Unidades de Terapia Intensiva de todo país. Saiba mais Centro de Formadores AMIB Conheça os Centros de formadores da Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB em Santa Catarina. Acesse .

  • Eventos | Socati

    Novembro/2022 XXVII CONGRESSO BRASILEIRO DE MEDICINA INTENSIVA Data: 10 a 12 de novembro de 2022 Local: Brasília - DF Site: https://www.amib.org.br/cbmi2022/

  • A Socati | Socati

    Um pouco da história da Medicina Intensiva de Santa Catarina A primeira Unidade de Terapia Intensiva do Estado de Santa Catarina surgiu em 1968, no Hospital Governador Celso Ramos. Nela trabalhavam os anestesiologistas do Hospital. Em 1979 foi realizado o primeiro concurso público para médicos intensivistas que iriam conduzir o tratamento dos pacientes na UTI do HGCR. A partir dessa data, a UTI começou a se estruturar como serviço e passaram a existir médicos que conduziam o tratamento horizontal dos pacientes no setor. Surgiram então os primeiros intensivistas do Estado, médicos desbravadores que visualizaram a necessidade da Medicina Intensiva se formalizar como especialidade. Dessa necessidade surgiu a vontade da promoção da união da classe e, em 1982, foi criada a Sociedade Catarinense de Terapia Intensiva (SOCATI), que pertencia ao Departamento de Terapia Intensiva da Associação Catarinense de Medicina. Felipe Simão foi o primeiro presidente interino da Sociedade e Valter Araújo primeiro presidente eleito. Os presidentes que se seguiram foram: Carlos Alberto Medeiros, José Roberto de Carvalho Diener e Luiz Paulo de Queiroz. Sempre valorizando a formação e a atualização profissional, em 1984 foi realizada, sob a presidência de Emílio Pizzichini, na cidade de Florianópolis, a Ia. Jornada Sul Brasileira de Terapia Intensiva. Posteriormente foram realizados, também na cidade de Florianópolis, dois outros encontros Sul Brasileiros da Terapia Intensiva. Infelizmente, os intensivistas têm se mostrado pouco persistentes na especialidade e o grupo dos primeiros especialistas, que iniciou a luta pela aceitação da Medicina Intensiva tanto na área médica quanto no meio leigo, abandonou a especialidade. Daquela época o único profissional que continua trabalhando no setor é o colega José Roberto de Carvalho Diener. Entretanto, não podemos esquecer que esses foram os desbravadores da especialidade no nosso Estado. Pessoalmente posso falar que a minha história com a UTI iniciou-se em 1983, durante a residência de Clínica Médica. Nessa época, ouso dizer que, me apaixonei pela UTI, pelo atendimento ao paciente grave, pelas especificidades desse tratamento, pela grande variedade de síndromes e doenças tratadas no setor, pela necessária destreza de procedimentos, pela colaboração imediata e eficiente dos funcionários da enfermagem, pela substituição do plantão que me deixava tranqüila quando estava fora do hospital. Decidi então ser intensivista. Em 1989 iniciei a minha vida associativa como secretária do Departamento de Terapia Intensiva/ACM (SOCATI). Em 1991, fui eleita presidente da SOCATI. Nessa época a nossa entidade necessitava de uma reorganização. Em 1992 foi realizado em Florianópolis o Primeiro Encontro Catarinense de Anestesia e Terapia Intensiva juntamente com a III Jornada Catarinense de Terapia Intensiva Pediátrica. Esse evento foi um sucesso e nos motivou a oficializar a fundação da SOCATI. A partir de 1992 a Medicina Intensiva tornou-se melhor estruturada havendo uma maior preocupação com a formação do intensivista. Foram instaladas as residências médicas em Terapia Intensiva do adulto no Hospital Universitário e em Terapia Intensiva Pediátrica no Hospital Infantil Joana de Gusmão. Seguiram-se a esses cursos as Residências do Hospital Governador Celso Ramos (Florianópolis) e do Hospital Municipal São José (Joinville). Atualmente existem mais dois programas de Residência Médica em Medicina Intensiva nas cidades de Blumenau e de Joinville. No dia 8 de junho de 1993, foi lavrada a ata de fundação da SOCATI. Estavam presentes os médicos: Célia Maria Carneiro Jorge, Eliezer Silva, Harry Correa Filho, José Roberto de Carvalho Diener, Mara Eda Kowalski, Nilsete Bresolin, Rachel Duarte Moritz e a enfermeira Sayonara de Fátima Barbosa. Foi decidida a permanência de Rachel Duarte Moritz como Presidente da Sociedade e a formação dos Departamentos de Pediatria e de Enfermagem sob coordenação, respectivamente, de Nilsete Bresolin e de Sayonara Barbosa. Em 1994 foi criado o Departamento de Fisioterapia sendo designado como coordenador o fisioterapêuta Alceu Furtado. Esses departamentos passaram a existir em concordância com a filosofia da Diretoria que sempre acreditou na importância do estímulo ao trabalho interdisciplinar. Os presidentes que se seguiram após a fundação oficial da SOCATI foram Rachel Duarte Moritz (91/95), Fernando Osni Machado (96/99), Jorge Dias de Mattos (2000/2001), Milton Caldeira Filho (2002/2004) e Roque Marcio Gonçalves Angerami (2004/2008). Nos anos de 1994 e 1995 foram realizadas pela SOCATI, reuniões científicas mensais onde foram abordados temas relevantes à especialidade e para as quais foram convidados palestrantes de relevância nacional. Também nesses anos foram realizados, em Florianópolis, os Encontros Científicos de Ventilação Mecânica e de Traumatismo Craneo Encefálico. Em 1996 foi eleito como presidente da SOCATI o Dr. Fernando Osni Machado e como vice-presidente a Dra. Sonia Miranda (representante da Terapia Intensiva Pediátrica). Nesse ano foi realizada a V Jornada Sul Brasileira de Terapia Intensiva, na cidade de Florianópolis. No ano de 1997, além dos encontros científicos mensais, foram realizados o Simpósio de Monitoração Hemodinâmica e Perfusão Tecidual, o I Simpósio Internacional de Terapia Nutricional no Paciente Grave (em Florianópolis), o I Encontro de Terapia Intensiva do Planalto Catarinense (em Lages) e o II Encontro Catarinense de Anestesia e Terapia Intensiva no Adulto e na Criança (em Joinville). No ano de 1998 ocorreu o Encontro sobre a Avaliação e o Manejo do Paciente Séptico e a palestra sobre o Papel do Óxido Nítrico na Medicina Intensiva. No ano de 1999 foram realizadas a I Jornada de Medicina Intensiva do Hospital Arquidiocesano Cônsul Carlos Renaux, em Brusque e o III Encontro Catarinense de Terapia Intensiva no adulto e na criança, em Florianópolis. Nos anos de 2000 e 2001 foi dada ênfase ao curso de FCCS ministrado na cidade de Blumenau e do TNT que realizado em Florianópolis. Neste período, além da preocupação do incentivo à área científica a diretoria da SOCATI participou de reuniões de defesa de classe, principalmente junto a UNIMED. No mês de novembro de 2001 foi realizado o IV Encontro Catarinense de Terapia Intensiva no adulto e na criança.

Ver todos
bottom of page